quarta-feira, 30 de abril de 2014

Porque domingo é o Dia da Mãe, convidamos ...


sexta-feira, 25 de abril de 2014

Um pouco do dia 24


quinta-feira, 24 de abril de 2014

Os cravos

Pois claro que hoje tínhamos de falar de liberdade, 25 de abril, Salazar e que se comemora amanhã 40 anos de liberdade. Conversámos, ouvimos as músicas da época, a "Grândola Vila Morena", "E depois do Adeus" e "Uma gaivota voava voava", vimos a história da nossa amiga Juca, "a amiga das histórias", e aqui fica ela, para poderem rever em casa:
 

Liberdade
View more presentations or Upload your own.


E este foi o texto que serviu de base à Leonor, para ela nos falar do 25 de abril:



"Antes só havia um partido político que apoiava o Governo e apesar de haver eleições estas não eram livres, já que só se podia votar no partido do Governo e as mulheres só podiam votar se tivessem concluído o ensino secundário (o que não era muito comum).
As mulheres necessitavam de autorização escrita do marido para fazer determinadas coisas, como por exemplo, viajar sozinhas para o estrangeiro ou ter um negócio próprio.
Não se podia dizer mal do Governo, quem o fizesse era preso; existia uma polícia política com uma rede de informadores por todo o país, que escutavam quase todas as conversas e as denunciavam caso fossem contra a lei.
As pessoas que se casassem pela Igreja não se podiam divorciar.
Cada empresa pagava o que queria aos seus trabalhadores, ao contrário dos dias de hoje em que há um salário mínimo.
Para poderem ser publicadas, as notícias tinham de ser autorizadas pela Censura, bem como as peças de teatro, as músicas, os livros, os programas de tv, etc., ao contrário de hoje que há Liberdade de Imprensa.
Os jovens passavam quatros anos na tropa, o serviço militar obrigatório, dois dos quais na Guerra do Ultramar (guerra nas colónias africanas); enquanto que hoje o serviço militar deixou de ser obrigatório.
Havia escolas de rapazes e de raparigas, não havia turmas mistas.
Estas são apenas algumas coisas que mudaram... havia muito mais injustiças...
A certa altura, os militares sabendo que a Guerra do Ultramar era uma guerra impossível de ser ganha fundaram o MFA (Movimento das Forças Armadas) e no dia 24 de Abril de 1974 tentam derrubar o Governo.
Às 5 para as 11 da noite, passa na rádio a canção "E Depois do Adeus", de Paulo de Carvalho, a primeira senha para o início das operações do MFA.
À meia noite e vinte é passada na rádio a segunda senha "Grândola Vila Morena", de Zeca Afonso.
Uma coluna militar de tanques, comandada pelo Capitão Salgueiro Maia sai da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém em direcção à capital, onde toma posição junto aos ministérios e depois cerca o Quartel do Carmo onde se tinha refugiado o chefe do Governo, Marcelo Caetano.

 Durante o dia, os populares juntam-se aos militares. Conta-se que a certa altura uma vendedora de flores começou a distribuir cravos e os soldados enfiavam-nos nos canos das espingardas e os populares colocavam-nos ao peito. Por isso se chama ao 25 de Abril a Revolução dos Cravos, por ter sido uma revolução pouco violenta com apenas 4 mortos e poucos feridos.Ao fim da tarde, Marcelo Caetano rendeu-se e entregou o poder ao General Spínola.Para além do Capitão Salgueiro Maia, que comandou a coluna de Santarém, outros militares desempenharam papéis importantes no 25 de Abril. O major Otelo Saraiva de Carvalho foi o comandante operacional do golpe, dirigindo as operações a partir do Quartel da Pontinha, nos arredores de Lisboa. Outros nomes importantes são major Melo Antunes, o capitão Vasco Lourenço, o major Vítor Alves, o general Costa Gomes e o general Spínola.
Normalmente, nesta data na TV passam alguns filmes e documentários que nos ajudam a explicar aos miúdos a importância desta data!" ( esta informação em Portal dos Miúdos ). 

A Leonor disse-nos que é muito fácil fixarmos o nome do "ditador", e era chamado assim porque era ele "que ditava as ordens" antes da revolução do 25 de abril, porque tem o apelido dela, que é Salazar. Resolvemos fazer cravos, porque a revolução que aconteceu há 40 anos no dia 25 de abril, foi chamada "a revolução dos cravos". Alguns de nós sabem que o Passos Coelho é o 1º ministro e o Cavaco Silva é o presidente.

 

terça-feira, 8 de abril de 2014

Alfaces do nosso canteiro biológico

Como não estávamos todos, foi mesmo o número certo para colhermos as nossas alfaces e levarmos para casa.





E à noite, em casa do António, foi assim:


A magia da máquina da Ana ...

Fomos à biblioteca e tínhamos uma surpresa da Ana: a máquina mágica! Já a tínhamos visto no recreio, mas estava sempre ocupada pelos meninos mais velhos, mas hoje foi a nossa vez. Foi muito engraçado e temos de repetir, para quando estivermos todos.


 

domingo, 6 de abril de 2014

A cesta de ovos e amêndoas

O trabalho que fizemos para levar para casa e que deu algum trabalho! Esperamos que tenham gostado e ... Páscoa Feliz!

 

A caça aos ovos ... de chocolate!

Na sexta-feira de tarde andámos à caça ... dos ovos! Foi muito divertido e conseguimos encontrá-los, com as boas pistas da Galinha, só que os ovos eram de chocolate. Muito bons, pois era dia de festa!

 

O Pinóquio e a mascote

Na sexta-feira os nossos amigos da sala 1 e da sala 4 presentearam-nos com a peça de teatro "Pinóquio" e teve a participação especial da nossa mascote deste ano, que foi a voz da consciência do Pinóquio... Obrigada a todos, todos estão de parabéns!

 

sábado, 5 de abril de 2014

O que é tradicional ...

Na quinta-feira recebemos o Rancho Folclórico dos nossos amigos da EB1 da Venda do Pinheiro. A música e dança tradicional portuguesa fazem parte do nosso património cultural e o grupo está de parabéns, pelo trabalho desenvolvido nessa área. Gostámos mesmo muito! Muito obrigada, amigos!


"O melhor que há em mim, saúda o melhor que há em ti"

Esta quarta-feira tivemos na nossa sala a professora de yoga do Rafael, Eugénia Fonseca, que dá aulas na   Zen &Terapias, na Malveira, que é  um Instituto de Medicinas Alternativas, Naturais e Anti-Stress. Gostámos muito da sessão e recomendamos, porque cada vez mais faz falta aprendermos a concentrar-nos, relaxar e pensar. Ou parar, simplesmente ...

Aprendendo algumas coisas sobre o Ioga ou yoga:  é originário da Índia e é uma palavra sânscrita. Como é que se pronuncia a palavra "yoga"? Na pronúncia do termo sânscrito, ouve-se a primeira e segunda letras (considerando a palavra transliterada para o alfabeto latino) soando rapidamente, o Ô fechado e uma leve prolongação desta letra. O 'ga' é soado rapidamente com o 'g' quase mudo. 

Segundo a Yoginí (que significa "no feminino a mulher que pratica yoga e segue essa filosofia") Eugénia, e utilizando as suas palavras, "ॐ O Yoga, na sua essência, significa “integração, união do indivíduo com o meio que o rodeia e com o universo”. Apresenta-se como um modo de estilo de vida que objectiva restabelecer a ligação entre o ser humano e o seu verdadeiro eu, ajudando a desenvolver a tranquilidade e o equilíbrio interiores. Através da prática regular, o Yoga actua a todos os níveis do individuo - a nível físico, mental e emocional – fazendo com que se sinta mais jovem, saudável e em forma.
Em termos físicos, o Hatha Yoga funciona através do domínio do corpo e da respiração. Envolve um sistema de exercícios que através de posições físicas, da respiração e de técnicas de relaxamento, beneficiam o sistema nervoso central, as glândulas e os órgãos vitais.
O objectivo é promover uma saúde perfeita e recorrer às reservas de energia latente. As posturas físicas e os alongamentos suaves e agradáveis ensinam a relaxar e tranquilizar a mente, conduzindo ao desenvolvimento de uma meditação simples que acentua a calma interior.
"


Disse-nos que o yoga tem muitas posições da natureza, como a árvore ou animais, e que serve para meditarmos, ou seja, aprendermos a estar calmos e em paz. 
Já tínhamos aprendido um mantra com o Rafael, mas com a professora aprendemos a cantá-lo, que é muito mais giro:" Eu estou bem, Eu estou feliz ... .... ... ... "


Ao terminarmnos a sessão aprendemos a dizer "Namastê", que quer dizer, segundo a professora, "O melhor que há em  mim, saúda o melhor que há em ti" (na realidade, Namastê" quer dizer "O Deus que existe em mim saúda o Deus que existe em ti"). Existe coisa mais bonita?



Aqui estão as fotos:
 

 
Templates Mamanunes