segunda-feira, 31 de março de 2014

O significado do ovo

Já que a semana passada andámos "de volta dos ovos", hoje de manhã a Leonor contou-nos 2 histórias: uma, que já era dos filhos dela e que falava dos ovos e dos diferentes animais que nascem de ovos, como as galinhas, os peixes, as tartarugas e as serpentes  e o outro foi "O ovo e a galinha", de Iela e Enzo Mari, Livraria Sá da Costa, 1995.


 Nós também nascemos de um pequeno ovo, mas que está dentro da barriga da mãe, assim como todos os animais que nascem na barriga da mãe, os mamíferos.
De tarde stivemos a ver uma pequena apresentação que a Leonor preparou para nós e que nos falava da simbologia do ovo e de como o ovo foi retratado por dois pintores: o Salvador Dali e o Vladimir Kush. 
Na Páscoa o ovo simboliza a vida e a sua renovação e o coelho significa a prosperidade e a abundância. Vimos exemplos de ovos pintados na internet e depois desenhámos nós os nossos, da nossa cabeça. Ainda tivemos tempo de continuar com um trabalho que iniciámos já na semana passada.


sexta-feira, 28 de março de 2014

O ovo ...

Queríamos um ovo gigante para a porta e foi o que fizemos. Deu mesmo muito trabalho, mas com o empenho de todos, que enrolaram e colaram todas as bolinhas de papel, ficou muito bonito. Ocupou-nos um pouco por dia e todos os dias da semana, mas todos ficámos muito contentes com o resultado e já estamos a fazer mais bolinhas , para ... para um pequeno trabalho que iniciámos já hoje.

Algumas fotos foram tiradas pela Francisca, nomeadamente aquelas onde aparece a Galega mor ...

 

quinta-feira, 27 de março de 2014

Enrolar e enrolar pequenos papéis ...


Para além das nossas atividades de rotina, esta tem sido uma atividade que muito nos tem ocupado esta semana. Para que será?

sexta-feira, 21 de março de 2014

Primavera, Árvore e Felicidade

Como ontem estivemos ocupados com a avaliação do Dia do Pai, hoje tivemos tempo de falar e trabalhar sobre o dia de ontem, a chegada da Primavera e Dia Mundial da Felicidade e o dia de hoje, Dia da Árvore e das Florestas e Dia da Poesia
Ontem ainda falámos da Felicidade, quando falámos do que sentimos por o pai ter vindo à nossa sala - muito felizes - e, embora pouco, da Primavera. Assim, hoje, a conversa da manhã teve como tema único a Árvore, a Felicidade e a Primavera. Resolvemos que o que melhor representava o amor pelas árvores e a felicidade era o coração (Leonor fez e alguns de nós também) e foi o que fizemos. Depois a Leonor dispôs os corações fazendo o que parecia uma árvore, fez os ramos e o tronco com lápis de pastel e nós ajudámos a espalhar o lápis. O resultado final ficou muito bonito e todos gostámos muito da nossa Árvore dos Corações.

O que a Leonor escreveu nos nossos corações é o que cada um apreendeu da nossa conversa de grupo da manhã. Aprendemos que devemos respeitar as árvores, que elas são importantes porque nos dão oxigénio para respirar, frutos, sombra, são a casa dos pássaros e que "sem árvores, as cidades eram muito infelizes" (Catarina Silva).


 

Ainda o Dia do Pai e o que queremos fazer para o ano ...

Catarina Silva - Gostava de ter feito digitinta com o meu pai, mas ele tinha um almoço e uma reunião muito importante e não poude vir. Quando cheguei a casa o meu pai já lá estava e ele estava triste por não ter vindo à sala estar comigo, depois a minha mãe disse:"Vamos todos brincar um bocadinho e depois jantar fora". Entretanto, quando eu cheguei encontrei uma amiga, que era a Francisca. Brinquei num parque com um escorrega muito enrolado.
Francisca - Gostei muito de fazer barro com o meu pai. Depois o meu pai teve de ir para o trabalho.
Leonor - Gostei de fazer pulseiras com o meu pai e de fazer um barro.
Maria - O meu pai gostou muito da prenda, disse que estava muito gira (questões de trabalho impediram o pai de vir à sala).
Rafael - Gostei de fazer barro com o meu pai.
Ana Romão - Gostei de fazer massa de cores com o meu pai.
Rebeca - Gostei de brincar com o meu irmão e fazer desenho com o meu pai. O meu irmão não parou sossegado. Ele anda a brincar com as bolas que lhe deste. O meu pai gostou da prenda.


Ontem, nesta altura da conversa habitual da manhã, resolvemos ir fazer o desenho e escrever no desenho o que mais e menos gostámos.


Hoje de manhã voltámos a falar do Dia do Pai e principalmente sobre o que gostaríamos de ter para o ano, neste dia: gostávamos de fazer um jogo coletivo com os pais, digitinta e ouvir uma história.

Porque avaliar é importante, avaliámos ...

Hoje, apesar de ser o dia que marca o Equinócio da Primavera, ainda falámos pouco da sua chegada, pois estivemos entregues de manhã a refletirmos sobre o dia de ontem, o Dia do Pai e de como nos sentimos felizes, pois hoje também se comemorava o Dia Internacional da Felicidade. Era mesmo urgente fazê-lo hoje ou corríamos o risco de perder a oportunidade, no tempo, de o fazer. 
Ouvir as crianças, o que sentiram, o que pensam, esperar que formulem oralmente o seu raciocínio é importante e praticamo-lo no nosso dia a dia. Começámos por apenas o escrever, mas depois preferimos desenhar e descrever o que "estava no desenho". Aqui está o resultado...

 

(Lê-se melhor os pequenos textos nas fotos, aqui)

Pais, não esqueçam, por favor, o pequeno texto com o que mais gostaram, não gostaram ou gostaram assim-assim e as sugestões para o futuro, do dia de ontem. É importante para mim avaliar o dia e fazer ainda melhor numa próxima oportunidade. Obrigada.

Os trabalhos pais - filhotes

Para além do muito amor, do afeto, do carinho, do sorriso no olhar e nos lábios, também ficou a prova física de como todos se sentiram bem e partilharam atividades, materiais e espaço. Aqui estão os trabalhos que assinalaram o dia de ontem...

 


quarta-feira, 19 de março de 2014

Os filmes do Dia do Pai

A Francisca a agradecer ao pai por ele ter vindo hoje à sala brincar com ela ...



A Mónica a cantar para o Pai ...




A receção da tarde e a canção do Pai, não muito afinados, mas estivemos bem ...




O Dia do Pai

Foi um dia fantástico e foi uma bela ideia a que tivemos na quarta-feira passada, na Casa do Folhas: convidar os pais a virem à nossa sala! De manhã vieram estar connosco todos os pais que puderam vir, de tarde vieram mais 2 e apenas 4 pais é que não puderam mesmo estar hoje na nossa sala, com muita pena deles.
Começámos a manhã como habitualmente, com a canção dos Bons-dias, só com mais pessoas ... Conversámos todos um pouco e os filhotes apresentaram os pais aos amigos. Depois cantámos a canção que temos andado a cantar, da nossa amiga que está nos Açores, a educadora Alda Casqueira, O meu Pai é grande. Os pais gostaram muito ...
De tarde, nós vimos 2 histórias e já com a mãe da Lara, que esteve em representação do pai, que está a trabalhar no estrangeiro, o pai, a mãe e a irmã Madalena do Miguel e da Inês e depois chegou também a Marta, que tem estado doente, e o seu pai. De tarde não podemos sair para a rua, porque estava muito sol e, por isso, ficámos na sala. Também houve um bolinho que a Leonor fez para os pais e à tarde, acabámos todos com o que tinha restado. 
Os pais levaram a prenda e um trabalho para casa: escrever numa folha de papel o que mais gostaram, o que gostaram assim assim ou não gostaram e sugestões para o ano, para ser ainda melhor!

Aqui estão as muitas fotos do nosso dia de hoje, um dia de felicidade, amor e cumplicidade.

Obrigada, Pais! Feliz dia!


 

Os trabalhos para o Pai

Aqui está o trabalho que cada um fez para o Pai. Esperamos que eles gostem ...

 

Os 2 dias antes do Dia do Pai

Os 2 dias antes do Dia do Pai foram dias de muito trabalho ... Mas hoje, Dia do Pai, vimos que valeu o esforço: foi um dia fantástico e muito muito feliz!

 

sábado, 15 de março de 2014

Pai, queres vir à nossa sala?

Na quinta-feira andámos a pintar pés (para que será???) e hoje, sexta-feira, fizemos o convite para o pai, que ficou assim:



O nosso dilema

A Galega Mor está no grupo de docentes que vai organizar uma "Caça aos Ovos" para todos os meninos e meninas da escola e cada turma deve pensar num dilema, ou seja: perante uma situação, decidir o que fazer entre 2 a 3 possibilidades. 


O nosso dilema partiu de uma situação real: 

a Mariana foi empurrada no recreio, já mais de uma vez por um mesmo menino do 1º ciclo. Nesta quarta-feira, no recreio da CAF, a Mariana perguntou ao menino se ele queria ser seu amigo.  O menino empurrou-a, ela caiu e esfolou um joelho, que teve de ser tratado. E assim surgiu o "tema" para o nosso dilema:

 Se um menino nos empurra no recreio, nós devemos:


 - fazer o mesmo 
- dizer aos professores para conversar com os meninos
 - dizer ao menino: "sai mas é daqui, porque me empurraste por querer".

Conversámos bastante sobre este assunto e dissemos que quando nos faziam mal, o que não se pode fazer, é o mesmo, pois como diz a Leonor, "Não podemos fazer aos outros, o que não queremos que nos façam a nós".

O que querem fazer para o Pai?

Num pedacinho da quarta-feira falámos de um dia que está a chegar e que é importante: é o o Dia do Pai! Já é para a semana e este ano tivemos pouco tempo para nos prepararmos para esse dia, por causa da pequena interrupção letiva do Carnaval, embora o nosso empenho seja sempre muito. 
Pensámos, mas foi difícil chegar a acordo, pois falou-se que era bom fazer:

- postal ( Francisca)
- desenho (Afonso Alves)
- porta-chaves com desenho da família (Rafael)
- um mapa (Miguel)
- um livro em forma de coração (Rebeca)
- um porta-chaves em forma de mão (Francisca)
- um livro com a forma do pé do pai (Mariana)
- um boneco (Mia)
- um coração de pai (Afonso Alves)
- uma boneca e uma flor num porta-chaves (Rafaela)
- para o avô, um livro de coisas boas (Afonso Nascimento)
- um coração de porta-chaves enfeitado com o retrato do pai (Mónica)
- porta-chaves de coração, com o desenho do pai lá dentro (António)
- Porta-chaves com o retrato do pai e o meu (Catarina Silva)
- Não sei (Verónica)

Por fim decidimos aproveitar a ideia de:

Postal / pé / desenho / boneco

E mais não dizemos, para não estragar a surpresa...

Fazer versos é giro, mas difícil ...

Na quarta-feira fomos à Casa do folhas e a Leonor leu-nos alguns versos deste livro, pois estamos quase a festejar o Dia do Pai. 


 Ainda na biblioteca, surgiu a ideia de fazermos um convite aos pai para virem à nossa sala fazer uma atividade ou simplesmente estar um pouco connosco nesse dia. Mas a Leonor disse que o convite tinha de ser em verso, como os do livro que nos leu. Tarefa difícil! Pensámos em palavras: amor, carinho, ajudar, brincar, desenhar, pintar, amassar ...
Poucos - mas bons! - pronunciaram-se:

Catarina Silva:
Pai, Pai, Pai
Com amor e carinho 
Queres vir à escola
Brincar comigo? 


Miguel:
O meu pai é valente a valer.

Afonso Alves:
Pai vem à escola, para me ajudares a fazer um boneco grande. 

Francisca:
Pai, Pai, Pai
Eu gosto muito de ti e obrigada por vires aqui

Concordámos que o verso da Catarina era o mais bem conseguido para fazer o convite e o da Francisca era giro para dizer quando o pai se fosse embora e rimava muito bem.







Carolina, a professora "partilhada" pela Mariana e o Duarte

Na terça o nosso tempo no polidesportivo teve outra animação: veio a Carolina e a Marta, a mãe da Mariana e do Duarte, fazer a aula connosco. A Carolina é a professora de ginástica da Mariana e do Duarte e já os conhece há muito, muito tempo. 
Gostámos muito de ter a Carolina connosco e dizemos-lhe que sempre que elas quiserem, podem voltar, pois gostamos muito de ter visitas.

 

Sabemos o principal acerca do Bullying: não fazer coisas más aos outros

Na segunda-feira, para além do acolhimento habitual, dos registos escritos, dos jogos, dos desenhos e dos pequenos projetos, como este ...


... tivemos uma conversa muito interessante sobre o trabalho até ao final do período, ou seja até à próxima interrupção letiva, que coincide com a Páscoa. Assim, a Leonor apontou-nos os próximos dias importantes do calendário:
- Dia do Pai (19)
- Dia da Primavera e Dia da Felicidade (20)
- Dia Mundial da Árvore e da Poesia (21)
- Festa de final do período (4 Abril)

Falámos de cada um deles, mas como a Leonor ia ter uma reunião com toda as professoras da escola e precisava de ouvir as nossas sugestões, para levar para a reunião, de tarde conversámos especialmente das atividades para o final do período e a fazer em conjunto com todos os amigos da escola. E aqui está a nossa conversa:


Catarina Silva - Podíamos fazer em papel branco e outras cores, recortar, colar as folhas e fazer um painel da Primavera.Pôr corações e estrelas e pôr tipo umas pessoas a passear, umas borboletas ... no campo ou na praia, a apanhar flores.
Mónica - Podemos fazer pessoas com calor a ver o rio ... assim num painel
Educadora Leonor - Nós já falámos do Bullying ... como é que nesse trabalho podíamos falar do Bullying??
Duarte (3 anos) - Jogar Bowling ...
Edu. Leonor - Não, Bolling é um jogo, mas o Bullying é outra coisa ...
Mariana - Então podíamos fazer um painel com flores e vão lá pessoas, os Bullies, apanhar as flores e deitar para o lixo ... é um painel do Bullying ... e rasgar, fazer mal às pessoas ...
Miguel - Os Bullies podem partir os carros, no painel dos Bullies, no da Mariana.
Rafaela - Os Bullies podem fazer coisas más no painel das coisas más.
Duarte - Os Bullies podem fazer mal às casas com martelos grandes.
Afonso Alves - Os que não são Bullies fazem coisas boas ... podem dizer:"Sou teu amigo para sempre" , "Gostamos de ti", "Eu amo-te"; "Tu fizeste bem a mim".
Catarina Silva - Por exemplo, os Bullies podem às vezes jogar à bola, mas fazem de propósito para magoar uma pessoas e muitas vezes, muitos dias ...
Miguel - os amigos a ajudar os outros, no painel dos bons ...
Mariana - No painel das coisas boas, por exemplo, podíamos pôr os amigos a dar beijinhos, abraços, a fazer coisas boas. Também podíamos pôr arco-íris, pôr os meninos a dizer:" Queres brincar comigo?"
Afonso Alves - Também podíamos dizer que somos muito queridos e quem quiser ser nossos amigos,  dizemos que fazemos o que eles querem ...
Diogo - Eu quero cantar a canção "O sapinho no portão"
Educ. Leonor - está bem, já vamos cantar, mas antes vamos ver então o que vocês sugerem. Vocês querem um painel com as coisas boas e as coisas más, que são do Bullying, é isso? Assim, no género do nosso quadro do Pássaro da Alma?

E foi a sugestão que levei. Depois ouvimos o Diogo cantar e terminámos assim o nosso dia. A Galega Mor ficou muito satisfeita, porque o Bullying é um tema difícil e já tínhamos falado em pormenor do Bullying há algum tempo atrás, mas eles, de forma diferente e consoante a idade, retiveram o mais importante: nunca fazer mal aos outros.

domingo, 9 de março de 2014

Planear, fazer e avaliar

Na quinta-feira aproveitámos o sol, contámos o que fizemos nestes dias que estivemos em casa, fizemos desenhos e jogos. Foi um dia "light" de "reingresso" na rotina do dia a dia. Na sexta-feira, após o bom-dia e algumas canções,  fizemos a avaliação da atividade do Carnaval e iniciámos a avaliação:
 - da nossa assiduidade, 
- de trazermos ou não o Kit da escovagem todos os dias, 
- de trazermos ou não o livro, no máximo até à segunda-feira a seguir à requisição de quarta.
 Vamos começar a tomar nota de quem se esquece de trazer o kit lavado de casa, no mapa das presenças, pois muitos meninos não trazem o kit lavado e assim, por questões da devida higiene que esta atividade exige, não se pode pôr a pasta de dentes, pois ela encosta na beira do copo de cada menino. Também não vamos andar a levantarmo-nos para irmos lavar o copo a correr, pois a Leonor tinha de ajudar-nos e os outros meninos lá tinham de estar à espera ... Por isso, pais, ajudem-nos a lavar os copos e a verificar o "estado de saúde" das escovas, pois algumas necessitam já de ser subsituídas.
 No início da atividade, quando começámos a falar deste Continente, registámos o que já sabíamos, o que queríamos saber e o que podíamos fazer para saber o que não sabíamos. Finalmente vamos colocá-lo aqui:

O que já sabemos

Catarina Silva - As roupas em África podem ser largas, mas saõ muito bonitas.
Miguel - Em África têm pouca água.
Mariana - Eles têm a pele escurinha, para se protegerem do sol. Eu sei, porque fui a Cabo Verde e lá, eles tinham a pele escura. As meninas em África têm pouca roupa.
Rafael - Há lagartos em África.
Catarina Henriques - Há leões, chitas e tigres em África.
Rodrigo - Os leões são muito perigosos.
Mariana - As roupas são largas, porque lá está muito calor.
Rebeca - Em África existem girafas.
Rafaela - Eu não se, mas o meu pai sabe.
Duarte - O Xerican do Mogli é um tigre e está calor.


O que queremos saber

Mónica -  As mulheres têm uma pinta na testa?
Mariana - Quero saber como é que fazem as roupas.
Rafael - As casas são feitas de palha?
Miguel - Como é que fazem a comida e o que comem?
 Francisca - Eles pintam bem? Como são as músicas deles? e como é que eles dançam?
Laura - Como é que os senhores em África tomam banho?

O que vamos fazer para saber

- Ver livros
- Ver vídeos na internet
- Ouvir música africana

Ainda nos falta responder a uma ou outra questão ...

E agora aqui vai a nossa avaliação da atividade do Carnaval, que se traduz no que gostámos mais/ menos e, indiretamente a Leonor também vê qual foi a mais valia desta atividade e o que faltou ainda para fazer:



Catarina Silva – Gostei mais de desfilar e do filme da Ana. Gostei da nossa exposição e do painel. Gostei muito da cabra de África, que está no painel, e também gosto dos outros animais deles. Gostei muito do fato do Rodrigo e do Tomás. Gostei muito da minha saia e do meu top de palha, que a mãe fez com a avó e eu ajudei.

Lara Henriques – Gostei muito dos fatos da nossa escola. Quem me vestiu foi a mãe e gostei muito do meu fato. Gostei muito de ouvir e dançar música africana.

Mariana – Gostei mais da parte de desfilar para os pais …

Lara Guiomar – Gostei da festa, também gostei de desfilar e também gostei de ver os colegas.

Miguel – Eu gostei mais de desfilar com a professora atrás e o bebé dela, que era o Miguel Latas. Em África, eles têm animais iguais aos nossos e diferentes, como os tigres e os elefantes.

Leonor – Gostei de desfilar e gostei do painel que fizemos na sala.

Rebeca – Gostei de desfilar lá em cima e das coisas lá fora (exposição) e de fazer o painel.

Afonso Nascimento – Gosto muito da cor da pele dos africanos e gostei do filme da Ana, na Casa do Folhas.

Maria – Gostei muito do teu tambor (djambé), que tu trouxeste.

Mónica – Eu fiquei doente, mas vi no blogue em casa e gostei muito de ver os meninos no corredor.

Marta – Eu gostei muito de dançar.

Mia – Gostei do meu vestido e do bebé nas costas. A mãe pintou-me toda e eu gostei.

Afonso Alves – Eu fiquei triste, porque o meu pai e a minha mãe não estavam lá, mas eu fiquei feliz na mesma, porque a minha irmã estava lá e eu andei de mão dada com ela. Também gostei do vestido do Tomás, vestido de girafa. Também gostei do vestido do Miguel e da Inês, porque tinham a cara pintada. Também gostei que tu fizesses o palhaço (da porta) com os meninos.

Rodrigo – A minha mãe trouxe-me para a escola vestido de elefante e eu gostei muito.

 Rafaela – Gostei muito da minha peruca e de ter o bebé nas costas.

Francisca – Gostei muito do desfile e de ver os pais. Gostei muito da música deles (africanos) e de dançar na sala. Eu ajudei o pai a fazer o meu fato para a escola.

Laura – Eu gostei muito de desfilar. Também gostei muito dos fatos dos amigos. Gostei muito da minha mãe me ver a desfilar, da minha tia Cláudia, do meu padrinho Bruno, do meu primo David. A avó atrasou-se …

Catarina Rodrigues – Gostei muito da minha mãe estar ali a tirar-me fotografias e também da minha amiga, que estava ao pé de mim.

Inês – Gostei muito de ganhar o prémio da nossa sala. A taça tinha fitas.

Fatumata – Gostei de tudo.

Duarte – Gostei da mãe me pintar e do Homem Aranha.








sábado, 1 de março de 2014

O desfile dos Galeguitos

Finalmente consegui carregar no youtube o desfile de ontem na nossa sala e que principalmente é giro para os pais verem. Não andamos em cima das mesas, mas hoje foi uma exceção, para dar a ideia de passarela.Também o fizemos para auxiliar meninos ou meninas que sendo mais reservados não gostam muito de expôr-se aos outros. Vimos o filme logo de seguida na sala e eles riram-se com eles próprios :)


 
Templates Mamanunes