sábado, 10 de março de 2012

O início da prenda para o Dia do Pai

Começamos a segunda-feira planificando o trabalho para a semana, tendo em conta as datas que se aproximam: Dia do Pai e Dia da Mulher. Lemos histórias sobre o Pai, refletimos sobre quem é o pai, o que mais gostamos nele e o que menos gostamos, pois é natural que as pessoas que nos rodeiam não façam tudo aquilo que mais gostamos. Decidimos então fazer um trabalho de expressão plástica que ficasse para sempre e que o pai, e nós, pudesses recordar, mesmo quando formos mais velhinhos, utilizando os nossos pés e as nossas mãos, que como estão a crescer, nunca mais vão ter este tamanho. Também decidimos fazer um verso para os pés e as mãos. Para a mão foi mais fácil, mas para o pé não foi. Então quando fomos à Biblioteca na quarta-feira a Ana deu-nos uma ajuda com dois versos para o poema, pois não nos lembrávamos como rimar com o som "é", e levámos para casa o trabalho de pedir auxílio à mãe. A Mel trouxe dois poemas e pusemos à votação do grupo a escolha do poema: se aquele que nós fizemos, se os da Mel. Os da Mel estavam muito bonitos, mas apesar disso, o nosso verso ganhou, mas apenas por dois votos mais.





1 Comment:

M. Jesus Sousa (Juca) said...

Estou curiosa para ver o que vai sair daí...

 
Templates Mamanunes