domingo, 15 de janeiro de 2012

Agradecimento

Anónimo disse...
Obrigado por ser quem e. Orgulhou-me de si dos seu conhecimentos e da sua dedicação . Um grande bem haja.
12 de Janeiro de 2012 16:57


Quando sentimos que as nossas hierarquias não nos reconhecem o valor e o esforço despendido, quando a nossa avaliação de desempenho é injusta, quando os nossos pares não nos aceitam como uma mais-valia, quando nos sentimos esmorecer, quando o cansaço e a despesa já pesam, porque ao longo de toda a nossa vida investimos no nosso desenvolvimento profissional para melhor ser, melhor saber e melhor fazer, comentários como este dão-nos a força e a energia para continuar.
Obrigada.

9 Comments:

M. Jesus Sousa (Juca) said...

Claro que esse tipo de comentários conforta quem os recebe, ainda para mais se vive uma situação em que não sente reconhecido o seu esforço/mérito/trabalho.
Mas tu não precisas de nada disso pois, apesar de te conhecer apenas virtualmente, tenho a certeza de que és uma profissional competente, uma mais-valia para o contexto onde exerces, mesmo que não o reconheçam...
Fica a consciência tranquila de que deste e fizeste o melhor que sabias e podias. Nada mais é preciso...
Força!
Bjs, Juca

Galega Encarnada said...

Verdade o que dizes, Juca, mas ontem foi o que senti e escrevi. Também é verdade que os pais, a escola onde trabalho e as pessoas que a habitam me fazem sentir satisfeita e realizada com o meu dia a dia. Mas em espaços mais alargados já não é assim.
bjs virtuais para ti :)

Ofélia said...

É jm problema generalizado, nada que possa ser pessoalizado.
Só tenho uma coisa a dizer: quem faz o que se vê neste blogue só pode ser excelente! Excelente profissional e excelente pessoa, porque evidencia um grande investimento pessoal.
bj
Ofélia

Galega Encarnada said...

Obrigada a ambas, amigas. Se calhar deveria antes ser avaliada por "observadoras virtuais" e de certo seria melhor avaliada... lololol

Laura said...

Certamente melhor avaliada, do que os da tua hierarquia!!! Vale o que vale, só lamento quando isso tem consequências no nosso ordenado e progressão na carreira. Para te sentires segura do teu trabalho precisas do reconhecimento de quem todos os dias usufrui dele, os teus alunos e os pais deles :)
Bjs
Laura

Rute (mãe da Verónica) said...

Rute(mãe da Verónica)

Olá Leonor!
Já algum tempo que não passava por aqui, simplesmente por motivos de doença, a Verónica esteve com varicela e eu também estou, agora com esta idade, enfim, e como tal não tenho tido disposição para nada.
Mas apareci novamente, pelos vistos na altura certa, para lhe dizer que admiramos muito cá em casa, o seu trabalho, como pais e pessoas comuns temos privado ao longo destes anos com muitas pessoas e profissionais, e podemos claramente afirmar que o fruto do seu trabalho é excelente! Como pessoa ainda, não a conheco muito bem, mas o suficiente para dizer que a admiro como tal, tem uma personalidade forte e gosto de si! Bem haja Leonor, e que a vida lhe sorria sempre.
beijinhos grandes
Rute Marques

Galega Encarnada said...

Obrigada, Rute. A Verónica está bem, apesar da ausência. Desejo que fique bem rapiamente.
Bjs,
Leonor

Cidalia Valverde said...

È sempre bom o nosso trabalho ser reconhecido, apesar de sabermos que o fazemos bem e não precisam (professores) de avaliadores que nem sequer conhecem os profissionais que têm, apenas através de um papel. Na minha opinião, os professores contribuem e muito para as pessoas que nos tornamos no futuro, por isso deviam ser mais valorizados e respeitados.

Ao fim destes anos todos a mudar de casa, tive uma sorte em o Rafael ter ficado na escola da Povoa e com a Leonor, apesar de ele ter um "medo" de si que ainda não percebemos, tem medo de falhar perante si que ás vezes até eu me sinto á prova...eheheh

Mais uma vez obrigada por tudo

Cidalia Valverde

Anónimo said...

Olá Leonor...
Não tenho tido tempo esta semana para passar por aqui, mas quero deixar um grande beijinho e um obrigada por ser educadora, não se deixe levar por dias menos bons ou por comentários que tenham vindo de pessoas que talvez queirão ser como a Leonor.
Força para seguir em frente...
Susana

 
Templates Mamanunes