sábado, 28 de novembro de 2009

D. João I - Sala 4

Lá tivemos novamente a visita da Sala 4 que nos vieram contar a história de D.João I. A sala Encarnada gosta muito de os ouvir...

2º Dia da Feira do Livro



Na sexta-feira, a Leonor levou os restantes meninos da Sala Amarela e da Sala Encarnada à Feira do Livro e, desta vez, foi o Pedro quem falou connosco. A Leonor comprou um livro que ela gostou muito, para depois nos contar. Sabem ... um livro é uma das melhores prendas que nos podem oferecer porque nos fazem sonhar, dizem-nos coisas para aprendermos ...levam-nos até a conhecer outras pessoas, outros povos, outras culturas ... todos devíamos ler sempre e muito. Ainda podem ver mais fotografias deste dia aqui

Quem é afinal o Cuquedo?



Na sexta-feira passada, a Leonor contou-nos a história do Cuquedo, mas não vimos quem era, afinal o Cuquedo. Enviámos um e-mail ao Pedro a pedir-lhe para quando fossemos lá esta semana, ele nos mostrar quem era o Cuquedo, pois na Casa do Folhas devia estar. Como ele estava muito ocupado com a Feira do Livro, ele enviou-nos a história por e-mail e nós vimos na nossa sala. Obrigado, Pedro e Folhas.
Depois de ouvirmos a história, fizemos a dramatização com a Sala Amarela, que estava connosco. Foi muito giro e a história é o máximo! Afinal o Cuquedo não é um monstro terrível! Ele só existia na imaginação dos animais da floresta.



Feira do livro



Temos durante três dias, a Feira do Livro na nossa escola. No primeiro dia, a Leonor levou alguns meninos da Sala Encarnada e metade da Sala Amarela, porque a Educadora Susana está doente. Se querem ver mais sobre este assunto, vejam aqui
e aqui

Painel de pintura



Adoramos fazer pintura numa grande superfície de papel, mas sujamo-nos um bocado ... as mães que nos perdoem, mas estivemos tão felizes!

Escova, escovilhão e fio dentário


O fio dentário prende-se entre os dedos indicadores e passa-se por entre os dentes. O escovilhão tem tem a mesma função do fio dentário, que é limpar os dentes onde a escova dos dentes não consegue chegar, que é mesmo entre os dentes, nos espaços muito apertadinhos.

No almoço




Na terça-feira alguns meninos quiseram tirar fotografias a almoçar e até foi bom, porque muitos pais não sabem como é lá o almoço. Olhem como eles almoçam tão bem e sozinhos ...

O Cuquedo contado pela Paraíso e a Leonor



Recontámos utilizando a memória, a história que ouvimos na semana passado "O Cuquedo" e o Paraíso quis ajudar, mas pediu para não haver muito barulho e a Leonor poder contar a história. Alguns meninos da Sala Amarela estavam connosco e gostaram muito da história e da Paraíso.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Declaração dos Direitos das Crianças

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Painel do Dia Mundial dos Direitos da Criança

Eis um bocadinho da nossa pintura, com os direitos e deveres das crianças escritos por todas as salas do estabelecimento. A pintura ficou muito bonita na nossa entrada ...

Os fantoches do Estêvão ...

Era uma vez um Avôzinho que vivia na Póvoa da Galega e era amigo do avô do Jonas. Este avôzinho gostava muito de livros mas também tinha uma horta, com muitos legumes, patos, galinhas e até um Coelhinho da Alface que vivia na horta e na alface, escondidos nas suas folhas, vivem escondidos mais 6 amigos pequenos:uma abelha, uma minhoca verde e uma castanha e ainda mais 3 amigos deles! Ora este avô tinha dois filhos e o que vivia aqui na Póvoa da Galega, tinha uma neta que se chamava Galega Encarnada. O avô contava-lhe algumas vezes a origem do seu nome, pois todos temos um nome e a Galega tinha este nome, porque há muitos, muitos anos antes, muito antes dos nossos avós,uma senhora tinha vindo de uma terra distante com um nome parecido com "galega" e que ajudou a que a nossa terra crescesse para ser como ela é hoje e por isso é que ela ficou "Póvoa da Galega". O Avôzinho tinha um outro filho, que vivia num país distante e onde se fala uma língua muito parecida com a nossa, que é o Brasil. Ora, esse filho casou e teve uma filha que tinha a pele como a cor do chocolate e que se chamava Pica-Pau Amarelo, porque vivia no Sítio do Pica-Pau Amarelo. E ela falou-nos de umas aves que andavam muito tristes nas suas florestas por causa da poluição: a Ave do Paraíso, o Papagaio, a Caturra e um Picapau. Estes pássaros têm muitas cores, são grandes e ... têm som!!! Adorámos esta história! E agora, a Ave do Paraíso e a Galega Encarnada vão ficar para sempre connosco na sala.


Os fantoches do Estêvão ...

Neste dia tão especial, ainda tivemos uma surpresa na Sala da Componente de Apoio à Família, onde nos reunimos com as 3 salas do Jardim de Infância, a Sala 1, o Pedro, as professoras Cristina Loureiro e Cristina Gonçalves e ainda a nossa querida Ana! E o Estêvão é o amigo que nos proporcionou estes momentos mágicos aqui...

Dia Mundial dos Direitos da Criança

Depois de falarmos na sala sobre os direitos e os deveres das crianças de todo o mundo, fomos fazer uma pintura colectiva no recreio.Ora vejam ...

Dia Mundial dos Direitos da Criança

Comemora-se este ano o 50º aniversário da Declaração dos Direitos da Criança, proclamada pelas Nações Unidas no dia 20 de Novembro de 1959. De manhã, na sala, nós falámos dos Direitos das Crianças e dos Deveres também.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Outras coisas desta semana...

E amanhã, dia 20 de Novembro, vamos ter muitas coisas para falar e fazer, pois comemora-se o 50º aniversário da Declaração dos Direitos da Criança, proclamada pelas Nações Unidas no dia 20 de Novembro de 1959. Dos Direitos e dos Deveres também, pois muitos de nós, as crianças, e os pais, esquecem-se muitas vezes deles ...dos deveres ...

O Xavier

O Rodrigo trouxe um livro e 3 radiografias (RX). De tarde, a Leonor trouxe mais radiografias ... E assim criámos o Xavier.

Conta-nos história, conta ...

A Maria João (auxiliar) contou-nos a história do "Agora não, Duarte" e de seguida foi o Rodrigo que nos quis recontar a história. A Leonor filmou foi quase já no fim e foi uma pena ... ele contou tão bem!
Já combinaram que vão preparar uma outra história para ele contar e os que quisermos também podemos contar. Afinal, não é preciso saber ler as palavras para contar uma história, basta ler as imagens e é uma outra forma de ler e de contar. Até podia nem ter livro ...

Casa do Folhas, Sala Amarela e Galega Encarnada

Fomos à Casa do Folhas porque a Sala 4 ia cantar para a Sala Amarela e também nos chamaram. E foi assim ...



E no fim cantámos nós ...

O lanche saudável

Já desde o ano passado que a Leonor nos tem dito que devemos sempre tomar um bom pequeno almoço em casa, para pensarmos bem e termos energia para fazer as coisas, e que ao meio da manhã, basta comermos uma peça de fruta, leite e uma bolacha Maria, que são as melhores para comer, porque têm pouco açúcar. Aos poucos, fomos trazendo cada vez mais fruta e cada vez menos alimentos com muito açúcar ou chocolate e, quem não se esquece e traz, partilha com os outros. Assim, parte-se uma maçã ou a fruta que for, ao meio, depois em 4 quartos e depois ela ainda parte em pedacinhos mais pequenos. Agora já quase todos gostamos mais de fruta. E no fim limpamos sempre tudo o que sujamos. Neste dia foi o Jonas, o nosso amigo mais novo, que quis fazer a limpeza final.


E no dia seguinte ao Dia do Não Fumador ...

No dia seguinte ao Dia do Não Fumador, os Guardiões da Saúde, a Piquinha e o Frasquinho, tinham um outro pedido para a Leonor e que era ir entregar a 2ª carta aos amigos de toda a escola e que dizia o seguinte:

Queridos amigos, cá estamos nós de novo:

Nós somos a Piquinha e o Frasquinho
Nós somos os vossos amigos
E se saúde queres sentir
Vais ter de nos ouvir

Pois agora queremos pedir-vos cartas … muitas, muitas cartas e que nos contem o seguinte, pois nós somos muito curiosos e queremos saber:

- Podem contar-nos como foi o vosso dia ontem? O que fizeram e do que falaram?
E já agora … se quiserem fazer um desenho … também era bom e ficávamos mais felizes.
Quando terminarem, vão colocar a caixa no CORREIO que está perto de nós. E aonde?
Obrigado e até um outro dia.
Os Guardiões

Piquinha e Frasquinho

E nós fomos todos com a Leonor. Levámos as cartas, uns canudos com um laçarote, num saco e num cesto e o Rodrigo foi o repórter desta actividade, foi ele que tirou as fotografias sózinho.

Galego Encarnado

Tínhamos uma colher de pau e resolvemos fazer um Galego Encarnado, pois já temos 2 Galegas ...

Exposição do Dia do Não Fumador - 17 de Novembro

Foi assim a nossa mostra de trabalhos no hall de entrada da escola...

Preparando o Dia do Não Fumador

sábado, 14 de novembro de 2009

O que uma Educadora de Infância necessita de ter e de ser ...



E como ninguém é Super-Herói - Super-Educador e trabalhar com crianças é gratificante, mas também desgastante... seria bom que, por vezes, os adultos com quem lidamos fossem um pouco mais tolerantes, quando não somos perfeitos como gostariam que fossemos.

O "Sim" e o "Não" em educação

Criancinhas

A criancinha quer Playstation. A gente dá.
A criancinha quer estrangular o gato. A gente deixa.
A criancinha berra porque não quer sopa. A gente elimina-a da ementa e acaba tudo em festim de chocolate.
A criancinha quer bife e batatas fritas. Hambúrgueres muitos. Pizzas, umas tantas. Coca-Colas, às litradas. A gente olha para o lado e ela incha.
A criancinha quer camisola Adidas e ténis Nike. A gente dá porque a criancinha tem direito como os colegas da escola e é perigoso ser diferente.
A criancinha quer ficar a ver televisão até tarde. A gente senta-a ao nosso lado nop sofá e passa-lhe o comando.
A criancinha desata num berreiro no restaurante. A gente faz de conta e o berreiro continua.
Entretanto, a criancinha cresce. Faz-se projecto de homem ou mulher. Desperta.
É então que a criancinha, já mais crescida, começa a pedir mesada, semanada, diária. E gasta metade do orçamento familiar em saídas, roupa da moda, jantares e bares.
A criancinha estuda.As vezes passa de ano, outras nem por isso. Mas não se pode pressioná-la porque ela já tem uma vida stressante, de convívio e de noitada em noitada."
Miguel Carvalho,"A devida comédia", Visão Online
(Texto dado numa aula de Mestrado em Bibliotecas e Literacias do SecXXI, Lusófona)
Mais informação sobre o assunto, veja aqui

Crianças passam tempo demais na escola

Veja a notícia aqui

Dia de S. Martinho

Nesta semana ainda tivemos um dia muito especial: O Dia de S.Martinho. Mas a Leonor esqueceu-se de carregar a máquina em casa, não tinha bateria e assim, só podem ver o registo desse dia aqui

A Princesa Malcriada

Terminámos a semana, como sempre, na Casa do Folhas. O Pedro pensou que tinha como surpresa para nós, e para alguns foi uma surpresa, a história da Princesa Malcriada da Biblioteca Digital (aqui), mas o que ele não sabia é que alguns meninos vão lá ouvir histórias na nossa sala e já nem a Leonor se lembrava. E o Rodrigo foi um bom ajudante, porque foi ele o técnico e ficou no computador a ajudar o Pedro.Agora vamos imaginar a continuação da história para a semana.E ainda tivemos tempo para lhe contar as coisas que sabemos sobre a saúde do nosso corpo.

Lavar os dentes ...



No ano passado alguns meninos lavavam os dentes e este ano a Leonor voltou a dizer-nos que os meninos que quisessem e as mães deixassem, podiam trazer um copo, uma escova e uma pasta dos dentes para lavar os dentes a seguir ao almoço, para termos os dentes sempre saudáveis. Nenhum menino mistura as suas coisas, mas a Leonor já pediu que cada um trouxesse uma bolsa para guardar melhor as suas coisas lá dentro. Ainda são poucos meninos a lavar ... mas esperamos que os outros também tragam as coisas para lavar também.

E para o Dia do Não Fumador ...um pedido

Por fim, a Leonor quando chegou à sala trazia no colo, o que nos fez lembrar as rosas que conta a História, umas cartas deixadas pelos nossos Guardiões da Saúde,que têm trabalho imenso nos Hospitais, nos Centros de Saúde, nas Clínicas ...por causa da nossa terrível inimiga: a Gripe A. Duas alunas da Sala 4 leram-nos a carta, ora ouçam-nas:

D.Afonso Henriques, 1º rei de Portugal

Também nos cantaram esta canção, pois eles aprendem a História de Portugal assim: a cantar!

Recebemos uma visita: a Sala 4

A Leonor viu uma notícia aqui e comentou essa novidade. Na sexta-feira de manhã tivemos uma surpresa. Oram vejam quem são estes nossos amigos ...

Concretizando no papel ...

De tarde realizámos os trabalhos que decidimos fazer de manhã: uns pulmões (a Inês desenhou olhando o modelo e seguindo o dedo da Leonor)e pintar e recortar o desenho do corpo do Matias e da Micaela. Quem não quis fazer nenhuma destas coisas ... olha, fez outras! E ainda tivemos tempo de ir um bocadinho ao recreio.

E os pulmões que também são tão importantes ...

Depois a Leonor ainda nos falou de outra coisa:disse que embora a Saúde seja como um tesouro, um bem precioso porque todos a queremos ter,existem adultos, adolescentes, que são um pouco mais velhos do que nós, e até crianças, que pegam numas coisas horríveis, pegam-lhe fogo para aquilo arder e põem nos lábios ... Nós adivinhámos o que era, porque alguns de nós já viram os adultos fazer isso: são cigarros! Ela explicou que esse fumo faz muito mal aos pulmões, que ficam todos castanhos com o fumo, em vez de cor-de-rosa como quando estão bons, e que até há pessoas que chegam a morrer de uma doença terrível:o cancro dos pulmões. "Viver e morrer faz parte da vida", disse a Leonor, e que mesmo quando morrermos, a nossa alma, como o "Pássaro da Alma" do livro que já lemos, vive para sempre. "Na natureza nada se perde, tudo se transforma ... quer seja na terra, no mar ou no ar".

 
Templates Mamanunes